Páginas

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

IVAN LINS DIZ QUE LUAN SANTANA É GAY!

O que diferencia jovens de pessoas mais maduras são os pequenos detalhes, coisas bobas que se pesca no discurso, no entremeio das conversas. Eu como todo bom sagitariano sem o menor desconfiômetro tenho costume de dar foras com relação a essas coisas da vaidade com os anos que vão se acumulando em perdas e danos que vão se acumulando, enfim. Chamo os amigos, por exemplo, de “velhinho”, não tem nada de mais nisso, porém quando o faço com aqueles que têm mais de setenta rola um incerto desconforto social. Não se pode chamar um amigo desse naipe de “velhinho”. Tem que chamar de “meu garoto”.

Aliás, foi o Dodão quem me contou sobre esse negócio: disse que Luan Santana - que todo mundo hoje adora odiar, o que é uma injustiça com a Suzana Vieira – se apresentou no Criança Esperança e cantou a música “Um Novo Tempo” junto com o próprio “mala” do Ivan Lins. Não! Não me pergunte o que é que o velho Dodas - aquele metaleiro industrial realmente convicto - estava fazendo assistindo esse programa e ainda mais com a dupla supracitada (cujo?)

Mas aí disse que depois de Luan (Meteoro da Paixão) SentaMariaPintaEBorda assassinar aos berros grandiloqüentes mais uma canção brasileira (João Pimenta. Sic.) se desdobrou em elogios prenhes (cujo?) de orgulho por ter se apresentado junto com o “mala” do Ivan Lins. Esse, por sua feita-lho-por-que-quero-quero-tanto, disse – à título de elogio – que o referido cantor não é gay, e sim seria, em suas próprias palavras dele mesmo: “Um menino de ouro”. Dodão estava encafifado com uma pulga atrás dos dreads:

- Ué cara, todo mundo sabe que quando a gente diz que o cara “é um menino de ouro” a gente tá dizendo que ele é gay... Não é possível que Ivan Lins não soubesse.

- Como assim velhinho?

- Gay ué – como se eu tivesse obrigação de saber inclusive que ele assiste o Criança Esperança – menino de ouro é todo aquele que “se derreter dá um anel”. Após as tradicionais gargalhadas, veio a pergunta que não queria mais se calar:

- Será que o Ivan “mala” Lins, falou de propósito? - Isso (nós) nunca saberemos...

Me lembrou também de seu Edvaldo Calmon que eu não sei se era com V ou com W. Um senhorzinho que escrevia no Jornal da Cidade. Eu era criança ou pré-adolescente e lembro do seu Edvaldo dizendo que gostaria de ser jovem de novo, mas com a mesma cabeça que tinha já entrada nos anos. Um dia desses – durante ensaio da Enceradeira Eléktrica para mais um show secreto que será adiado com certeza - peguei meu velho amigo dizendo a mesma coisa. São os sinais dos tempos, entrando no amarelo para nunca mais voltar...

2 comentários:

Anônimo disse...

Ai Juca, só rindo com vc! Vou defender meu amigo: ele assiste criança esperança por causa do Cassiano, oras! Ou será que o Cassiano já estava dormindo? bjs

Erika

Anônimo disse...

Gosto do ou mesmo assim