Páginas

segunda-feira, 16 de março de 2009

EU TENHO MEDO DO TED CONTI!!!

Na semana passada o enigmático e sorridente Ted Conti anunciava o falecimento de uma mulher pela simples falta de uma ambulância que a transportasse para o hospital Dório Silva. Aliás, antes de prosseguir deixa comentar um negócio: vocês sabiam que tem uma comunidade no Orkut com o nome “Eu Tenho Medo do Ted Conti”? Não tô inventando não, o texto de abertura da comunidade é assim:


“Você chega em casa todos os dias, liga a televisão e lá está ele nos contando sobre os buracos da cidade, os acidentes na BR-101 e crimes de toda a natureza.

De uma hora pra outra, se vira para uma outra câmera e diz que a saca do Arábica tipo 7 com 10% de broca está com a cotação em alta. No final, dá uma risadinha e diz que a gente se encontra no próximo dia...”


Tudo bem que têm outras puxando o saco do cara, mas a reportagem do Segunda Edição trazia uma entrevista com um dos filhos da vítima, um rapaz bem articulado e evidentemente revoltado, protestando na porta da clínica onde sua mãe tivera os primeiros socorros e acabara falecendo.


No final da matéria, depois de destacar o descaso com que aquela vida fora tratada até se extinguir, volta o apresentador dizendo serenamente que A Secretaria de Estado da Saúde tinha divulgado uma nota dizendo que a ambulância não levou a mulher para o hospital porque seu quadro era instável.


Como assim? Quer dizer então que os médicos da clínica estavam mentindo? Que tudo era então um mal entendido? Terminado o quadro prossegue o apresentador, agora sorrindo, com alguma notícia sobre esse tórrido verão de 2009. O verão da crise... Não demorou e entrou a Cotação do Café...


Fiquei encafifado... Ora, se os repórteres foram lá na clínica e constataram que a pessoa morrera por falta de transporte, dizer no final que o quadro da paciente era instável e que por isso não houvera a remoção, não é o mesmo que dizer que tava todo mundo doido e que tudo mostrado até então era mentira? Ou seja: que a nota do Estado era um atestado de burrice e incompetência deles? Não entendi nada...


Fato é que uma vida se perdeu e, mais do que desculpas esfarrapadas, a população quer ver solução. A mesma coisa acontece agora no caso dos professores da Fames que lutam por melhores salários e condições de trabalho: é o descaso e a falta de uma política séria também para a educação, aliados à conivência dos grandes meios de comunicação e da desorganização da sociedade.


É lamentável a situação da Fames e o pior é que as recentes evasivas da Sub-secretária de Educação indicam que o Governo não está nem um pouco sensibilizado. Pena que não tenhamos uma mídia mais isenta e que, ao invés de se colocar em cima do muro, ajudasse a cobrar. Que mal tem isso? Se algo não está bom é preciso ser dito! Mas aqui não. Quem reclama vai pra geladeira, é taxado de "barraqueiro" e acusado de querer aparecer. Não pode haver democracia desse jeito.

2 comentários:

Bloggeando disse...

Não pude acompanhar essa notícia, quando veiculada na tv, mas acho que houve uma forma errada no uso da palavra "instável". Talvez não seria mais correto se usar a palavra "estável"?

Anônimo disse...

Eu concordo com a sua indguinação que é a de todos nós, mas só para constar que culpa tem o Ted disso tudo ele traz a noticia se a secretaria se defendeu ele tem que dizer a desculpa deles mesmo sendo esfarrapada isso só mostrou mais uma vez que o jornal não omitiu a noticia uo melhor a mentira da secretaria de saude.